sábado, 19 de dezembro de 2009

pornopoesia - culto fálico


mãos punheteiras, visão plasmática, profusão de imagens imateriais, impalpáveis, unirreferenciais. obscenidade. corpos plurivarginais, mente extática, mundo estático.
bocetas - mulheres plurianais, multiorgasmáticas, pleniextasiantes - sou contemplado contemplador.
falo pulsante, túrgido, penetrante, contundente. grotesco. obsceno. pornopsique. pornocompulsão. masturbação. putaria.
minha plenipotência sofre infusões e implode em êxtase orgástico dentro da cabeça – volúpias e vertigens. a vista difunde.
e eu gozo tudo nas mãos.


Um comentário:

Dedosnãobrocham - Anna S. disse...

e eu gozo tudo nas mãos.

e antes, tudo é masturbação mental.
quando gozam os dedos no papel, nascem as tormentas do mundo
acho tudo isso muito bom.

Não importa q vc seja homem, espero que seus dedos não brochem nunca.

venha sempre me ver.
gostei de ler aqui.
bjs